Arquivo da tag: sobreposição

Assalto ao Guarda-Roupa

Volta e meia eu posto a inspiração aqui e depois mando ver na foto de elevador no insta (quem nunca? Haha) mostrando como eu coloquei a ideia pra jogo. Daí que agora vai rolar o caminho oposto.

É que dia desses eu postei uma foto minha usando uma camisa do meu irmão e a Gardenia Costa, leitora do blog, pediu um post com ideias pra colocar a peça pra jogo. Como aqui dever dado é dever cumprido. Se liga nas inspirações que eu pesquisei 🙂

Camisa do namorado com jeans é tipo feijão com arroz: mistura que todo mundo gosta e sempre dá certo. Agora, para quebrar o ar masculino, manda ver em um cordão statement que fica tudo lindo!

Mas nem só de feijão com arroz vivem as brasileiras, né? 😛 A camisa emprestada também pode fazer papel de sobreposição, cobrir tudo tudo ou só ser amarrada na cintura no maior estilo Kurt Cobain de viver a vida. E para quem ficou curioso, eu assaltei o guarda-roupa do meu irmão e fui assim:

Básica, mas posso falar que recebi vários elogios nesse dia? Hoje vou tentar a mistura de novo, mas de um jeito diferente. Para ver se funcionou, já sabe: é só correr no Facebook do blog ou no insta @ehtendencia (poxa! Como assim você ainda não segue??).

E aí, como vocês praticam o roubo ao guarda-roupa masculino?

Anúncios

É Tendência: Colete Jeans

Tem peça que é coringa, tem peça que é básica e tem peça que é o toque final – o que para mim é o caso do colete jeans.

Sabe aquela produção que você coloca e sente que tá faltando alguma coisa? Normalmente, a sobreposição dá conta do recado certinho! 🙂

E a peça agora não tá curtinha, como antigamente. Ela é mais inteira – uma coisa meio Cazuza usava, sabe?

Uma das formas que eu acho mais incríveis de usar é com uma saia fluida. Tudo bem, eu to um pouco repetitiva, mas não é uma lindeza esse contraste do tecido esvoaçante com o peso do jeans? Acho luxo, acho belo.

Mas não é só assim que ele rola. Também dá para jogar a peça por cima de vestidos (leves <3) e até de uma produção mais folk – como a saia de franjinhas com blusa lisa.

Eu nem carrego muito esse estilo roots do colete dentro de mim, mas vou confessar que to desejando 🙂

Trend alert na parada. Aposta ou passa?

Com que Roupa? – Shows

Hoje e amanhã, para quem não sabe, vão rolar dois shows da drogadita cantora Amy Winehouse. A Elaine, que volta e meia vem compartilhar as ideias dela com a gente através dos comentários, deixou uma sugestão: como se vestir para esse evento? Eu sempre procuro ter duas ideias em mente quando me arrumo para um show: a primeira é conforto porque, por mais que o sapato seja lindo, não rola dançar Rehab em cima de um salto agulha. Acreditem! A segunda é o calor que vai estar lá! Sim, se o Rio de Janeiro é quente, pode colocar uns 10 graus a mais quando se trata de espaços cheios (muito cheios!).

Short Jeans

Sobreposição e contraste com a sapatilha e o batom!

Camisetas e short jeans são sempre ótimas pedidas para essas situações. As sapatilhas também são grandes aliadas para evitar pernas altamente doloridas. Vale a pena ir com os pés bem fixados ao chão, o agradecimento é instantâneo quando vemos as bolhas da nossa amiga que cismou que ir de salto era completamente viável. Para dar uma valorizada no visual, acessórios, sobreposições e contrastes fazem a diferença!

Short de Tecido

Se alguém não for muito fã do velho amigo jeans, um short de tecido pode até ser mais confortável. O das montagens é de renda, o que exige muito pouco para o resto da produção ficar phyna. E que tal usar a desculpa ocasião do show para colocar uma tendência mais ousada em ação? A barriga de fora combinada com cintura alta não fica vulgar e se encaixa perfeitamente nesses ambientes. Os oxfords podem substituir as sapatilhas deixando o look ainda mais sofisticado!

Dicas:

– Evite saias! Há muuitos meninos safadjénhos só esperando a oportunidade para se aproveitar. Fora isso, a muvuca também pode resultar em levantamentos constrangedores.

– Prenda o cabelo. Um coque ou rabo de cavalo ajudam a evitar horas de escovação pós-show e fios quebrados. Multidão é um embaraçador de cabelos em potencial.

Alguém tem mais dicas ou ideias de looks para compartilhar?

Parece, mas não é

Essa semana rolou o post da sobreposição de meias que foi um dos hits do inverno no hemisfério norte. As coisas por lá já começaram a esquentar, a primavera chegou e, aparentemente, as fashionistas não quiseram abrir mão do efeito (charmosíssimo, por sinal) que uma meia por cima da outra provoca.

Como o frio já não exige excesso de tecidos, a saída veio diretamente dos fabricantes de meias: meias texturizadas, mas em vez de bolinhas, listras ou qualquer coisa que o valha, a ilusão de ter uma meia mais grossa por cima de uma fina. A sobreposição ainda ganhou uma versão mega sexy com imitação de cinta-liga (será influência das lingeries à amostra que dominou as últimas duas temporadas?).

Se alguma brasileira gostou da tendência, mas achou que morreria de calor caso experimentasse, é só torcer para que os fabricantes nacionais importem a ideia!

Sobreposição de Meias

Que o inverno no hemisfério norte é infinitamente mais cruel que o do Brasil, todos nós sabemos. Por isso, muitas vezes é quase impossível aproveitar as criações de sobreposições que as fashionistas “nortistas” inventam – o que não é o caso da tendência em questão.

A sobreposição de meias, uma forma charmosíssima de não congelar os pés, não só permite o uso de sandálias nos dias mais gelados, como também facilita colocar as pernas de fora, aproveitando peças de verão que, normalmente, ficariam trancafiadas no armário nos raros dias mais frios.

Com meias de cano curto

Como Funciona: A operação é bem simples – meia fina + meia grossa = a tão desejada sobreposição. Como a primeira camada é daquela meia que não protege de frio nenhum, a soma dela com a segunda peça não faz com que nós, brasileiras, morramos de calor.
A novidade é muito permissiva é dá para criar mil efeitos!

ou até a coxa!

A meia base pode ser texturizada (como, por exemplo, de bolinhas) ou lisa e a que cobre pode ser do mesmo tom, colorida, soquete ou 7/8. Ou seja, opções não faltam para incrementar os outfits invernais. A única forma que eu ainda não vi, portanto não sei se funciona, é meia de fio grosso e opaca servindo de base para a sobreposição. Mas, quem curtiu a ideia, é ficar a vontade para criar!

Sobreposição Xadrez

O grunge, surgido e consagrado nos anos 90 por Kurt Cobain e cia, voltou para a lista de tendência há uns três anos. Foi uma chuva de xadrez (tanto em blusas quanto em vestidos) e não se via outra coisa em vitrines e catálogos. Quem se empolgou com a estampa na época,  como eu, acabou ficando um pouco saturada com os quadriculados que circulam por aí (ainda!). As peças, que antes eram o xodó de produções elaboradíssimas, hoje em dia estão no fundo do armário porque nem no cabide eu aguentava mais ver! Eis que, quando eu achava que elas nunca mais sairiam do limbo do meu guarda-roupa, avisto uma pontinha xadrez, discreta, quase escondida, numa produção super fofa da Audrina Patridge.

Audrina, Li-Lo e Shenae dando novos ares para o xadrez

A foto foi devidamente guardada no HD do meu computador, mais por curiosidade do que por qualquer outro motivo. Então, eu vejo de novo a tal pontinha xadrez, dessa vez em Lindsay Lohan, aka, Li-Lo! Guardei a foto de novo. Quando a Shenae Grimes, a Annie do novo 90210, apareceu com o mesmo detalhe em um evento, senti cheirinho de tendência no ar. Olhando com a atenção, a produção nada mais é do que um jogo de sobreposições facílimo de reproduzir em casa. Basta colocar uma blusa de malha (quem gosta de misturar estampas, pode apostar em uma blusa com desenhos), a blusa xadrez com os botões abertos, uma jaqueta por cima e voilà! Será que as celebs também estavam enjoadas das peças e, por isso, resolveram inovar?  O ar grunge permanece, mas que a novidade deu um novo fôlego para a estampa, isso deu!