Arquivo da tag: resenha

Sombras Maybelline: As Famosas BBB

Outro dia uma amiga minha soltou uma frase que me fez pensar nesse post. Ela disse “ah, não. Não aprendo a usar sombra porque palette é muito caro.” Realmente, o preço de alguns conjuntos, dependendo da marca, está pela hora da morte, mas nem sempre qualidade quer dizer preço. Tá aí a Maybelline que não me deixa mentir 😀

mont1

Eu tenho quatro quartetos da marca (dois eu comprei na Drogaria Venâncio, 1 em uma viagem e o outro ganhei na festa da Amiga Chic) e o que eles todos têm em comum? Fixação mara e pigmentação dos sonhos! Ó só:

sombras maybelline

O que mais curto nos quartetos (o último foi o que comprei em viagem e não vende no Brasil :() é que eles têm escrito onde cada sombra deve ir.

Lógico que isso não impede ninguém de inventar moda, mas para quem tá começando, instrução nunca é demais, né? Agora novidade boa!

mont6

A fanpage da Maybelline está com uma promo imperdível valendo uma maleta recheada de produtos da marca. Para participar, é só postar um look seu antes e depois do make. A Vanessa Rozan, maquiadora da marca, vai escolher 4 ganhadoras.

O babado tá rolando aqui e quem não quiser tentar a sorte, mas estiver louca pelos quartetos, tem no site da Sephora.

E aí, alguém animado para praticar os esfumados da vida? 😉

Anúncios

Test Drive: Demaquilante de Olhos Clinique

O Test Drive de hoje vai colocar na roda um dos meus produtos mais queridos e eficientes: Demaquilante para a área dos olhos da Clinique.

Como eu falei do demaquilante da L’oréal outro dia, achei por bem contar por aqui qual é o milagre que elimina o Rímel à prova d’água, os delineadores e o que mais ele vir pela frente. O danado é poderoso!

Dá para ver que eu uso mesmo e, apesar de não ter tanto tempo, a embalagem já tá chegando na metade. Dor só de pensar que ele pode acabar 😦

Ele é bifásico, uma parte é oleosa e a outra tem consistência tipo de água com sabão. No início, eu passava óleo puro nos olhos. Detestei.

Depois que entendi o princípio da ‘chacoalhação’ hahaha, minha vida mudou e entrei na fase olheira de rímel nunca mais! Como aqui não tem só gogó, pintei meu braço com os seguintes produtinhos (no maior estilo comercial de Omo, sabe? Hahaha):

Na ordem temos: Falsies, Colossal, Fluidline e sombra escura da palheta Naked. Juntei tudo que gruda nessa vida e mandei ver no meu braço! Atenção para a mágica – supergif, ativar!

Viram? Para ficar limpíssimo, não precisa esfregar. Eu só passei o algodão para frente, depois para trás e voilá!

Viu quem nem tá vermelho de esfregar? É mágica, meu povo. Mas, nada de passar no rosto todo porque ele é bem oleoso – e no dia que eu me meti a fazer isso nasceram duas espinhas na minha bochecha 😛

Eficácia pouca é bobagem. E vocês têm algum queridinho como esse é meu, do tipo milagre total? Compartilha aí! 🙂

Test Drive: Demaquilante L’oréal Dermo-Expertise

Apesar de amar maquiagem, eu fui relapsa o bastante para viajar e não comprar um demaquilante. Na verdade, eu até comprei um da Clinique, mas só vi aqui que ele era só para a região dos olhos, fui passar no rosto e foi espinha na certa. Até que…

Estava eu na palestra da L’oréal que rolou na FARM, quando vi no stand um demaquilante grande (200 ml), com cheirinho bom e preço melhor ainda. Resolvi testar porque para quem tá sem nenhum, qualquer cosmético é lucro.

Testei durante duas semanas e, vou dizer, ele é ótimo. Eu sempre lavo o rosto no banho antes de dormir e só depois passo o produto – acredita que ainda sai maquiagem?

O único detalhe que não deixou ele ser milagre em potinho é que não tira muito bem rímel à prova d’água. Mas o normal sai todinho!

A consistência é tipo de um hidratante e o PH é o mesmo da lágrima. Pode passar nos olhos sem medo porque não arde. Chega de choro feelings total 🙂

Ah, e sabe quando você lava o rosto e fica com aquela sensação de pele repuxando? Acho que como ele dá uma hidratada, não rola essa impressão desagradável. Mais um ponto!

Só não levou as cinco porque a embalagem promete tirar todos os resíduos de maquiagem, mas o rímel à prova d’água bem deu uma resistida. Mas, para o dia a dia, achei incrível.

O meu custou 23,90 e já vi vendendo nesses corners da L’oréal que ficam nas farmácias!

Vale o preço, sem dúvida! 😉

Test Drive: Shampoo e Condicionador Moisture Maniac, Bed Head

Toda vez que eu faço resenha aqui, eu falo maravilhas, digo que é milagre… mas o mundo não é cor de rosa. Sim, rola de eu comprar um produto feliz e contente e fuén: porcaria detected. E isso aconteceu quando abri, com esperança de milagre capilar, o shampoo Moisture Maniac da Bed Head.

A embalagem é linda, o cheirinho nem se fala: é desses que dá orgulho de ter no cabelo, sabe? Lavei uma vez, meu cabelo ressecou. Hmmm. Vamos tentar de novo, e de novo, e de novo…  e duas semanas depois meu cabelo está uma palha.

E olha que a textura do condicionador é aquela que eu mais amo – nada aguada. Mas, não adiantou. Tudo bem que o meu cabelo é deserto do Saara de tão seco, mas se é maníaca por hidratação, minhas amigas, eu esperava cabelos sedosos e ondas Bundchen – em vez de volume Gal Costa.

Triste da vida, dou uma estrelinha só por causa do cheiro que é maravilhoso. Se o seu cabelo é extra seco, eu não recomendo. Em cabelos mais oleosos talvez funcione.

Agora, de verdade? Eu só queria ter lido uma resenha desse shampoo e condicionador antes de gastar meu dinheirinho hahaha. Mas, acontece! 😉

Resenha: Sombra Maybelline Eye Studio

A gente bem sabe que nem tudo que reluz é ouro, mas chama uma atenção danada! E foi movida por essa atração a brilhos que eu corri para a prateleira do Walmart e arremartei a sombra da Maybelline por US$ 7,95. Digno.

As sombras neutras (branca e preta) são hiper brilhosas e eu comprei jurando de pé junto que não ia me chatear se o brilho sumisse na pele. Mas, nem precisava ter jurado porque, gente, não some!

Foto sem e com flash

Além disso, a pigmentação é fantástica (eu nem passei primer no braço para dar aquele reforço esperto) e olha que azul mais azul e que verde mais verde! Lindeza demais, né?

Depois desse teste braçal (:P), eu to inquieta para colocar esse quarteto para jogo.  Procurei a sombra no site nacional da Maybelline e não encontrei (aliás, #ficadica para trazerem para cá, né?). De qualquer forma, quem estiver com passagem de avião na mão, vende online aqui ó.

Aprovadíssimo!  😉

Resenha Blushable Crème Stick

Outra descoberta incrível de Beauté (e baratíssima, diga-se de passagem) da viagem foi o Blushable Crème Stick – um blush cremoso em bastão mara! Eu já tinha lido uma resenha terrível sobre a marca antes de viajar mas, no auge do consumismo, resolvi apostar (já que se eu perdesse, eram só seis dólares hahaha).

Realmente, a NYC Colors não é lá essas coisas. Eu nunca tive nada de lá que prestasse, mas esse blush veio para redimir a coitadinha.  A cor que eu comprei foi a Big Apple Blush – eu achei o tom bem parecido com o Orgasm, só que com fundo prata em vez de dourado.

Na pele, vira um rosa pêssego lindo que deixa qualquer cara pálida com ar de saúde – exatamente tudo o que eu espero de um blush hahaha.

Eu me esqueci de tirar foto com flash, mas nessa dá para ver bem a cor. E agora, preparem-se para a caroça, nas bochechas:

Foi mal o descabelamento, mas eu tinha acabado de chegar da rua e estava um calor de matar nesse Rio de Janeiro – ó, mais uma prova que o blush é bom mesmo. É aquilo: se resiste ao calor e umidade dessa cidade, meu povo, pode contar que vale!

Eu não sei se dá para ver, mas o fundo prata dele funciona tipo um iluminador. ❤ Quem quiser um para chamar de seu, vende no WalMart da gringa por singelas 6 doletas. 🙂