Arquivo da categoria: Meias

Er… Por Favor, Não!

Quando se fala de tendência e moda, é claro que o gosto de cada pessoa conta muito na hora de se vestir. Mas vamos combinar que bom senso é fundamental (e não tem contra-indicação). Não é “opa! meia 7/8 está na moda, me passa esse saltão e essa meia de goleiro que eu vou estar bem”. Senão, acontece isso:


Quando, na verdade, acho que ela quis dizer algo como isso:

Er… acho que a equipe de figurino do programa de Luciele Caetano está preciando de uma mãozinha, não?

Anúncios

Meias Rasgadas – Teoria Fashionista

Quando eu vi que as meninas de street estavam começando a desfilar com meias desfiadíssimas e rasgadas, achei mega esquisito. De onde vinha isso? Mendigo Chic? Onda grunge? Fiquei muito tempo sem compreender até adquirir minha primeira meia de bolinhas em uma loja de departamento. Depois de meia hora na rua, eu já estava completamente desfiada, com buracos enormes na perna, ou seja, a cara da pobreza meeesmo!

Foi aí que me ocorreu a teoria: toda fashionista sabe que as lojas de fast fashion são uma benção e uma praga nas nossas vidas. O lado bom é que milhares de tendências da alta costura que demorariam séculos para chegar nas lojas, e provavelmente nunca caberiam no nosso bolso, se tornam acessíveis em tempo recorde. O lado ruim é que a estadia da peça vagabunda frágil no guarda-roupa é por tempo limitadíssimo. A maioria massacrante das estrelas de streetstyle é consumidora ávida desse tipo de segmento. Será essa uma tendência surgida das circunstâncias, já que rasgou vai rasgada mesmo?

Pode ser que sim, pode ser que não. Eu só sei que a minha meia destroçada foi poupada da lixeira (e entra na ativa quando eu saio com um look rocker), pelo menos por enquanto.

Parece, mas não é

Essa semana rolou o post da sobreposição de meias que foi um dos hits do inverno no hemisfério norte. As coisas por lá já começaram a esquentar, a primavera chegou e, aparentemente, as fashionistas não quiseram abrir mão do efeito (charmosíssimo, por sinal) que uma meia por cima da outra provoca.

Como o frio já não exige excesso de tecidos, a saída veio diretamente dos fabricantes de meias: meias texturizadas, mas em vez de bolinhas, listras ou qualquer coisa que o valha, a ilusão de ter uma meia mais grossa por cima de uma fina. A sobreposição ainda ganhou uma versão mega sexy com imitação de cinta-liga (será influência das lingeries à amostra que dominou as últimas duas temporadas?).

Se alguma brasileira gostou da tendência, mas achou que morreria de calor caso experimentasse, é só torcer para que os fabricantes nacionais importem a ideia!

Sobreposição de Meias

Que o inverno no hemisfério norte é infinitamente mais cruel que o do Brasil, todos nós sabemos. Por isso, muitas vezes é quase impossível aproveitar as criações de sobreposições que as fashionistas “nortistas” inventam – o que não é o caso da tendência em questão.

A sobreposição de meias, uma forma charmosíssima de não congelar os pés, não só permite o uso de sandálias nos dias mais gelados, como também facilita colocar as pernas de fora, aproveitando peças de verão que, normalmente, ficariam trancafiadas no armário nos raros dias mais frios.

Com meias de cano curto

Como Funciona: A operação é bem simples – meia fina + meia grossa = a tão desejada sobreposição. Como a primeira camada é daquela meia que não protege de frio nenhum, a soma dela com a segunda peça não faz com que nós, brasileiras, morramos de calor.
A novidade é muito permissiva é dá para criar mil efeitos!

ou até a coxa!

A meia base pode ser texturizada (como, por exemplo, de bolinhas) ou lisa e a que cobre pode ser do mesmo tom, colorida, soquete ou 7/8. Ou seja, opções não faltam para incrementar os outfits invernais. A única forma que eu ainda não vi, portanto não sei se funciona, é meia de fio grosso e opaca servindo de base para a sobreposição. Mas, quem curtiu a ideia, é ficar a vontade para criar!

Meia-Calça de Bolinhas

O namorado chegou hoje com um presentinho que inspirou essa nota: meia-calça de bolinhas! Depois que a H&M lançou a meia de coraçõezinhos (a Lupo lançou por aqui nessa temporada, mas eu ainda não vi nem sombra do produto nas lojas), o “efeito catapora” tomou conta do guarda-roupa das fashionistas e, hoje em dia, em cada 10 fotos de street, pelo menos quatro estão usando a meia polka dot. A Julia Roitfeld apareceu no Fashion Melon na semana passada linda (para variar) desfilando o look por aí. Boa notícia para nós, brasileiras, que sofremos com o calor tropical!

Julia Roitfeld arrasando com a meia e vestidinho preto

A meia é invernal, mas também é super fininha e, se não tiver fazendo 40 graus na rua, dá para usar sem qualquer sufoco. Quem não gosta muito de usar peças diferentes, mas achou a ideia das bolinhas interessante, basta se inspirar nas fotos. As meninas de street style estão combinando a peça com roupas super básicas e os looks estão quase monocromáticos – o que diminui bastante a ousadia da meia. Quer dar uma incrementada no pretinho básico? Pode apostar na meia. Acha sem graça short preto e blusa cinza? A meia dá um up no visual. Se empolgou? Então é só procurar nas lojas grandes de departamento. A novidade foi lançada por aqui pela Lupo e o preço, em média, é de R$22. Digníssimo, né?