Arquivo da tag: batom

Comprinhas de Beauté

Estava eu passeando feliz e contente quando entrei na Zara do Shopping Leblon. Lembrando que meu casamento está chegando – assim como as contas do evento – bati em retirada mas… dei de cara com a MAC e, olha, quase que eu consigo ficar sem comprar hahaha

(foto)

Mas, não deu. Primeiro porque eu lembrei que esse mês o batom Viva Glam Gaga 2 sai de circulação (#corram) e eu ainda não tinha adquirido o meu. Segundo porque eu acabei experimentando o Craving e AMANDO. Resultado: duas novas aquisições!

(foto)

O Viva Glam, em mim, vira um nude bem “apaga-boca” mesmo – isso porque ele é quase dar cor da minha pele. Eu amei porque ainda não tinha nenhum batom nude (fora um engano terrível que eu cometi e que conto por aqui mais tarde). Então, veio bem a calhar.

(foto)

Vê que ele mal aparece na amostra?

(foto)

O Craving eu vi em algum lugar, achei bonito e fiquei paquerando. Aproveitei o tempo esfriando, ele é um rosa fechado bem outonal (desculpa esfarrapada), e mandei o meu para nécessaire.

(Foto)

Eu sei que eu já disse que não tinha um nude, mas eu também não tinha uma cor nem similar ao Craving, então tá tudo certo (outra desculpa esfarrapada).

Se você, que nem eu, estava procurando desculpas para adquirir mais batons, agora você tem duas: “Vi no É Tendência e achei lindo!” ou “Ah, mas Gaga 2 é edição limitada e acaba esse mês!!” 😛

Anúncios

Schiap, da Nars. Uma Bela Homenagem!

Eu tenho uma paixão oculta: nome de batom. Adoro ir a M.A.C. e ler todos os adesivinhos. Craving, Hug me, Ruby Woo. Ah, vai… eles são mega originais e, muitas vezes, até divertidos.

Aí, eu estava lendo um artigo de moda dia desses quando fui apresentada à estilista Elsa Schiaparelli.

Não se fala muito sobre ela, e vamos combinar que ser estilista contemporânea a Chanel é pedir para ficar em segundo plano. Mas, assim como Coco, Elsa também foi super revolucionária.

As estampas tear e lobster, criadas por Salvador Dalí

Ela chamava artistas surrealistas, como Salvador Dalí e Jean Cocteau, para desenvolverem suas estampas e, em meio a uma guerra (que deixou o mundo da moda com cores neutras), foi contra todo o movimento e lançou uma coleção colorida.

“E o que isso tem a ver com batom, Iana?” Tudo, ué! É que foi a Elsa que criou uma das cores mais reproduzidas em lábios nos últimos três anos, o “rosa choque”. E, não coincidentemente, um dos exemplares mais bonitos é o Schiap, da Nars.

Uma homenagem tão bacana, que quase passa desapercebida, né? Elsa Schiaparelli agradece. E a gente também!

Na Boca e Na Cabeça

Sabe quando você fala de um assunto e fica com ele um tempão na cabeça? Eu sou assim. Falei de turbante na 2ª feira passada e lá vou eu falar disso de novo hehe.

É que eu percebi que eu achava umas fotos de turbante mais bonitas do que outras. Parei para ver o que estava diferente e… era o batom!

Sim, algumas meninas, na hora de amarrar o lenço na cabeça, coordenam a cor com a da boca.

Apesar de eu não ser lá muito fã de visuais combinandinhos, achei esse um charme! Agora, é só aproveitar enquanto o verão está tímido porque, no calor do Rio, não rola de sair com tecido nenhum cobrindo a cabeleira. 😉

Batom Revlon – O Bonito e Barato

No post de compras de make, eu falei do batom da Revlon que é lindo, maravilhoso, tem qualidade MAC e precinho ótimo. Depois de algumas semanas usando (os coitadinhos estão até ficando gastos), eu cheguei a conclusão que… eu estava certa hahahaah.

Pois é, gente. Eles são bons mesmo, duram que é uma beleza e ainda vêm em acabamento créme (cremoso e não cintilante) e (nosso tão amado) matte. Pra não ficar um post gigantesco, resolvi mostrar hoje os de acabamento créme (que tem a parte “Revlon” da embalagem dourada).

As cores que eu comprei foram:

Primrose 668 – uma coisa meio Snob. Apesar de as piriguetes terem adotado, eu estou custando a desapegar.

Wink for Pink 616 – o favorito! É um rosa com ar antiguinho e no fundo tem um brilho muito leve dourado. Achei riqueza.

Love that Red 725 – o vermelho mais bonito que eu tenho fora o Ruby Woo.

Tirei a foto com e sem flash para dar uma ideia boa das cores. A pigmentação é ótima e a duração também (se você não passar o dia comendo hahaha).

Tentei captar o brilho leve do Wink for Pink. Não dá para ver muito bem, mas eu tentei, vai!  🙂 Agora, vem a melhor parte: o precinho! Eu comprei os meus no Walmart e eles custaram US$ 5,94. Delicinha, né?

Por enquanto, eu ainda não vi no Brasil. Mas se alguém souber de algum lugar que venda, pode deixar a dica nos comentários que elas vão ser super bem-vindas!

UPDATE: A Ju Amaral achou vendendo na Época Cosméticos. É só clicar aqui ó! 🙂