Que Brega!

Outro dia uma amiga veio falar comigo que havia ficado um pouco chateada porque eu disse aqui no blog que não curtia uma tendência X. Vamos por partes: primeiro isso aqui é um blog e, apesar de ser sim um veículo de comunicação, ele não é imparcial. Pelo contrário. Um blog é exatamente um veículo de opinião, então não se pode levar a ferro e fogo o que se lê neles, não é mesmo?

Segundo, ainda que isso aqui fosse a Vogue (haha, sonha!), ninguém nesse mundo jamais vai saber decidir o que fica melhor no seu corpo do que você. A opinião da fulaninha de lá ou da fulaninha de cá jamais vai substituir a sua percepção.

Levar a opinião alheia muito em consideração pode ser um campo minado para a felicidade. Eu já me deparei com pessoas que criticam peças e na primeira cara e coragem usam igual. Eu já me deparei com pessoas que jamais teceram qualquer palavra positiva em relação a uma roupa, e dava uma semaninha lá estavam elas com uma produção irmã-gêmea. E eu já me deparei com quem critica pelo puro prazer de criticar. Mas, essas pessoas são só babacas mesmo e não merecem o nosso tempo, certo?

Conclusão da historinha? O que alguém diz ou deixa de dizer não pode refletir nem na beiradinha das suas escolhas. Porque elas são suas e de mais ninguém. Porque se você acha que arrasou com um sapato branco, o problema/êxito é seu. Porque se você usou o seu Snob que estava esquecido na gaveta, mirou aquele olhar 43 no espelho e achou que nem George Clooney resistiria, vai fundo! Ninguém sabe o que orna melhor com o seu guarda-roupa do que você mesma e, se acha que sabe, adivinha? Essa decisão não cabe a eles.

Coisa mais chata isso de “não pode”, isso de “é brega”. Brega é quem ridiculariza os outros pela roupa que veste ou pela maquiagem que usa.

Agora, só é preciso acreditar na sua consciência de si. Se você vestiu e achou esquisito. Se percebeu uma falta de equilíbrio, volta e troca de roupa. Porque, como eu disse antes, ninguém conhece o seu gosto melhor do que você 🙂

Anúncios

3 pensamentos sobre “Que Brega!

  1. Carol 4 de maio de 2012 às 10:27 Reply

    adorei a reflexão. Acho que, especialmente depois da adolescência (fase nojenta em que todo mundo faz questão de se vestir IGUAL), cada um usa o que quiser na vida pessoal.

    outro dia mesmo eu estava pensando que a roupa de uma amiga era horrenda. nesse momento, chegou outra menina e super elogiou a peça. O que é feio pra um é bonito pro outro, E o importante mesmo é ser incrível pra quem tá vestindo.

    ressalva: no trabalho ai já é outra história, pois rola um código de conduta interno… quem manda no que vc veste na verdade é seu patrão rsrsrs

    • Iana 4 de maio de 2012 às 10:56 Reply

      Tmb acho, Carol. Se não for trabalho, cada um se veste como o que quer e o fato de uma pessoa se vestir de uma forma que você não gosta não te fere, nem atrapalha a sua vida. Então, não tem porque dar tanta importância.

  2. Amiga Flávia 7 de maio de 2012 às 22:53 Reply

    Dou fé! Super concordo!

    Eu mesma já critiquei uma coisa e usei depois. Acontece, mudar de ideia faz parte de amadurecer. ^^

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: